Ostrica Roladeira

Arca del Gusto
Torna all'archivio >

L’ostrica roladeira è un mollusco bivalve di grandi dimensioni. Lo si trova solo in certi periodi dell’anno sulle rive della costa di Saco do Mamanguá. Secondo gli abitanti locali, l’ostrica prende questo nome perché raggiunge le coste “rotolando”, spinta dalle onde del mare.
Si dice anche che sia necessaria una pala per scavare parte della sabbia e riuscire ad estrarre l’ostrica. Se non estratto prematuramente, il mollusco può raggiungere dimensioni gigantesche. Saco do Mamanguá, considerata l’unica falesia tropicale del Brasile, è una grande riserva marina in cui si concentrano molte specie che qui si riproducono, nel tratto che procede per 8 km all’interno della costa, circondata dalla Foresta Atlantica che ne ricopre i monti.
Le comunità autoctone che vivono di pesca, artigianato e turismo, dividono la regione con le pousadas e altre strutture turistiche di lusso, a volte abusive. A causa della raccolta intensiva e prematura, fuori dai periodi indicati, questi molluschi unici stanno scomparendo. L’ostrica roladeira fa parte della memoria degli abitanti più anziani che raccontano questa situazione con estrema apprensione e tristezza.
L’ostrica roladeira può essere gustata cruda o cotta, nelle ricette che tradizionalmente prevedono le ostriche comuni. Le grandi dimensioni della roladeira inoltre, offrono spunti gastronomici estremamente interessanti, oltre che un sapore e una consistenza unici.

Torna all'archivio >
A ostra roladeira é um molusco bivalve, de grandes dimensões, que aparece em determinados períodos do ano nas margens da costa da região conhecida como Saco do Mamanguá. De acordo com moradores locais, a ostra recebe esse nome por aparecer próximas à costa "rolando" pela ação das águas.

Depoimentos contam também que é preciso utilizar uma pá para escavar parte da areia e retirar a ostra soterrada. O molusco, ao que parece, adquire proporções gigantescas, se não for retirado enquanto muito jovem. Considerado o único fiorde (vale rochoso inundado pelo mar) tropical brasileiro, o Saco do Mamanguá é uma grande reserva de deposição da fauna marinha, onde várias espécies se concentram para procriar, em uma longa reentrância que avança 8 km ao interno da costa, cercado montanhas cobertas de Mata Atlântica.

Comunidades tradicionais, que vivem da pesca, do turismo e do artesanato dividem a região com pousadas e algumas casas de alto luxo, inclusive de construção ilegal. O produto único está desaparecendo na região devido à coleta intensiva e prematura, fora dos períodos aconselhados. A ostra roladeira faz parte da memória dos habitantes mais velhos da região que contam com pesar a situação atual deste produto.

A ostra roladeira pode ser consumida crua ou cozida, como nos pratos e preparações tradicionalmente destinados às ostras comuns. Devido a sua grande dimensão, oferece possibilidades gastronômicas interessantes, sabores e textura únicos.

Territorio

NazioneBrasile
Regione

Rio de Janeiro

Altre informazioni

Categorie

Pesce, frutti di mare e derivati

Segnalato da:Marcelo Aragão de Podestá