Cariru

Ark of taste
Back to the archive >

Cariru (Talinum triangulare) is an herbaceous plant very common in Tropical America; it reaches up to 60 cm in height. In the Brazilian Amazon region, it is a traditional plant used in different ways in local gastronomy, and it plays an important part in the culture of Amazonian people. Both leaves and stalks of this green can be consumed.

As the Latin name reveals, this plant has a fleshy stalk, oblong leaves and tiny lilac flowers. The flavor is similar to spinach, with a light bitter touch; because it is a versatile vegetable it garnered a place in traditional dishes, especially in Amazonian rural areas.
It is not known exactly what the center of origin of cariru is, but it is consumed in almost all of Tropical America. A large part of cariru is produced by family agriculture in riparian communities on the banks of the Amazon River, but it is an unconventional food plant (PANC in Brazilian Portuguese), almost unknown by a large part of the region’s population.

It is sold on markets and sometimes even in supermarkets, but its culinary use should become more diffused to help strengthen this green and ensure its survival. It is often perceived as a weed, as it propagates with ease in anthropized areas. People often remove it, not knowing its gastronomic potential. The traditional knowledge associated with cariru is slowly disappearing, as is the case with many food plants, and it needs to be rescued and gain recognition. Being a PANC, it is almost unknown by the population of big urban centers, but common in rural areas, where it grows in gardens, orchards and ranches and is eaten by local families. It can be used to prepare special feijoadas (bean stew), pates, savory pies, it can be pan fried (like common spinach) and used in a wide range of vegetarian recipes.

Back to the archive >
O cariru (Talinum triangulare) é uma hortaliça herbácea amplamente distribuída pela América Tropical, que chega até 60 cm de altura. Na região da Amazônia brasileira é uma planta tradicional, utilizada de diversas maneiras na gastronomia local, de forte identidade cultural entre os povos amazônicos. As folhas e os talos são as partes consumidas e apreciadas dessa verdura.

Como o nome latim expressa, esta planta tem um talo carnudo, folhas oblongas e flores minúsculas, de cor lilás. O sabor se assemelha ao do espinafre comum, com um leve toque amargo, por ser uma verdura versátil, acabou ganhando espaço nos pratos preparados tradicionalmente, principalmente nas áreas rurais da Amazônia.

Não se sabe exatamente qual o centro de origem do cariru, mas é uma planta consumida em praticamente toda a América Tropical. A maior parte do cariru é produzida por comunidades da agricultura familiar ribeirinha na calha do Rio Amazonas, mas é uma planta alimentícia não convencional (PANC) quase desconhecida por grande parte da população da região.

Comercializado em feiras e até mesmo em supermercados, o uso do cariru em pratos deve ser mais difundido, auxiliando, dessa forma, o fortalecimento dessa erva e sua conservação. Na maior parte dos casos é tida como uma “erva daninha”, pois se espalha com facilidade em ambientes antropizados. É facilmente eliminada sob o desconhecimento de seu potencial gastronômico. O conhecimento tradicional sobre o cariru, assim como acontece com inúmeros alimentos, vai se esvaindo a cada temporada, e ele necessita ser resgatado e reconhecido. Por ser uma PANC, quase não é conhecida pela população dos grandes centros urbanos, embora seja tradicional no meio rural, o consumo familiar é muito comum, pois é uma erva presente em pomares, hortas e sítios. Pode ser utilizado para o preparo de feijoadas especiais, patês, recheio de pasteis, refogados (com aspecto do espinafre comum) e muitas receitas vegetarianas.



Territory

StateBrazil
Region

Amazonas

Other info

Categories

Vegetables and vegetable preserves

Nominated by:Susanne Gerber-Barata